Quem somos, o que fazemos e pra que fazemos...

Publié le 10 Avril 2012

capa_nutrir_01.jpg

A Verakis é uma associação francesa, presidida e dirigida por uma nutricionista brasileira, que por motivos extritamente pessoais se instalou na França em 1997.

Esta nutricionista, então especialista em nutrição materno infantil e mestre em ciências aplicadas a ciência da nutrição migrou (imigrou e emigrou) pra França com a ingênuidade dos seus 27 anos de idade e o desconhecimento da sociedade francesa, da cultura francesa e, sobretudo das profissões na França.

Uma vez instalada neste pais, e se dando conta de que as coisas não seriam tão simples,  que nutricionista não é nutricionista, que validar um diploma nesta area seria quase impossivel e que a França é uma das( se nao A) precursora do jornalismo cientifico e das pesquisas nesta area, ela decidiu fazer seu doutorado.

Doutorado este, que por meio do qual ela poderia fazer um "link" entre ciência e comunicação, ciência e jornalismo; conhecer o "outro lado". Uma das criticas que ela fazia na sua propria tese de mestrado (sobre a puclicidade de alimentos) é que os profissionais se fecham nos seus "mundinhos" e atuam sem ter noção da realidade onde vivem os "pacientes"/ "consumidores"/"publico leigo", e que era necessario conhecer esta realidade se quisessemos atuar de maneira coerente, conivente e realista.

Este doutorado demorou muito mais tempo do que o previsto (por causa da dificuldade da lingua e o não conhecimento do significado de uma tese em ciências sociais - quando ja tinham 300 paginas escrita o orientador disse que o assunto so tinha sido descrito que a tese ainda nem tinha começado...) e a tese foi defendida no dia 22 de setembro de 2008 "La science de la nutrition diffusée au grand public en France et au Brésil - Le cas de l’alimentation maternelle infantile" Banca:  Mme France Bellisle, Directeur de recherche INRA, CNRH Ile de France (Bobigny)/Mme. Maria Daniel B. Vaz F. de Almeida, Professeur à l’Université de Porto/ Mme. Dolores Izabel Martins de Barros, Professeur invité de L’Université Tulane à  New Orléans, USA, chercheur collaborateur de l’Université de Rome "La Sapienza"/M. Jean-Max Noyer, Maître de Conférence en Information et Communication à l’Université Paris Diderot/M. Baudouin Jurdant, Professeur à l’Université Paris Diderot (atualmente professor emérito).

No meio deste percurso, esta então doutoranda foi contatada por alguns profissionais que gostariam de estudar na Europa e/ou atuar em novas areas; ela descubriu que embora o processo seja arduo, a experipência internacional é deveras enriquecedora; ela identificou que na Europa a ciência da nutrição era abordada de maneira diferente e que seria otimo mostrar esta visão para outros profissionais; ela estudou a necessidade de popularizar a ciência da nutrição e trabalhar pela governância ente ciência, sociedade (governo) e mercado; ela observou a inexistência de dialogo entre profissionais de areas diferentes mas interligadas pela nutrição e alimentação; ela continou indignada com as informações que circulam pela midia, entre profissionais mal informados ( alguém ja viu a quantidade de blogs???) e pelo publico leigo; ela ficou assustada com a parcialidade dos profissionais e...decidiu criar esta associação para melhorar a qualidade das informações sobre alimentação e nutrição veiculada, aumentar o fluxo destas informações de qualidade, proporcionar a experiência internacional de profisssionais das areas de alimentos, alimentação, nutrição, ciências,sociais e ciências do comportamento, criar cursos diferentes, inovadores nestas areas e que permitam o dialogo entre profissionais de areas diferentes e em instituições legitimas e renomadas...

A Verakis é presidida por esta doutora e conta com o apoio e profissionalismo de uma mestre em marketing de alimentos, orientada por ela.

A Verakis também conta com o apio e assessoria de profissinais brasileiros instalados na Europa e de profissionais europeus de renome...

E por estas e outras que os acentos graficos as vezes não constam (por causa do teclado) e que a sintaxe é esquisita (ja nao sei se escrevo português do Brasil, francês ou portguês de Portugal).

Juliana T. Grazini dos Santos - Presidente da Verakis

Rédigé par Verakis

Publié dans #Verakis

Repost 0