Perícia científica : dispositivos e riscos. Paris.

Publié le 7 Mars 2014

20130618 091532

No dia 18 de junho de 2013 a ANSES – Agência de Nacional de Segurança Sanitária da Alimentação, do Meio Ambiente e do Trabalho (França) organizou o colóquio « EXPERTISE SCIENTIFIQUE : DISPOSITIFS ET NOUVEAUX ENJEUX » (Perícia científica : dispositivos e riscos).

 

Eu estive por lá e por aqui deixo o link do evento para quem quiser aproveitar as intervenções do profissionais franceses :

link

 

Deixo aqui as frases que me chamaram atenção e as minhas mínimas elocubrações :

Falou-se muito da perspectiva europeia da « expertise » e dos princípios de risco. E eu pensei muito nos princípios de risco no Brasil e como se faz urgente criarmos uma perspectova brasileira e não mais copiar as alheias.

 

Georges MERCADAL : « o especialista só é compreendido dentro do sue próprio âmbito de trabalho » . Ops!! É necessário que ele seja compreendido por outro, senão a perícia, não sendo compreendida, pode ser ignorada, relativizada ou mal interpretada, e pode, em alguns casos ser muito perigoso para o público.

 

« Teoria da controvérsia : argumentar ». Sim ! Argumentar !!!! Argumentar !!!

 

Marcelo Dascal : « momentos onde surgem as relações de força e legitimidade… »
« Atualmente as perícias podem ser do tipo e como elas podem diminuir o risco destas relações de força e poder, coação, etc.

Expertise independente e pluralista

Expertise /contra expertise

Expertise distribuída dentro uma rede de agências/grupos independentes

Expertise do diálogo, participativa ou cidadã.

« Será possível que os conflitos de interessem se transformem em um consenso ??? Se houver consenso… »

 

Existe consenso ???

 

Sylvie VAN DEN HOVE : « Existem muitos mitos em torno da ciência : visão linear ; que diz a verdade absoluta ; certeza ; controle ; causalidade simples ; tecnologia pode resolver tudo ; decisão no caso da expertise seria o resultado do pensamento linear. »

Ora, ora ! Isso não é ciência : verdade, pensamento linear, causalidade simples…

« O consenso é um sonho muito bonito. A pluralidade de valores é muito interessante. O compromisso e não o consenso. »

Pierre LE COZ : « modelos de especialistas : o que sabe, o que discute (confronta opiniões) e, o prudente (empirista).

 

Muito para pensar !!! Muito pra evoluir !!!

20130618_144656.jpg

Rédigé par Verakis

Repost 0