Publié le 26 Juin 2014

Faz 1 ano que passamos 1 semana intensa, com muito calor, muitas visitas, muito conhecimento, muitos contatos e muitas bolhas nos pés por causa do calor inesperado em Paris.

 

Vejam um pouco como foi nossa semana de visitas técnicas em 2014.

 

link

 

Diapositive1.JPG

Diapositive2.JPG

Diapositive3.JPG

Diapositive4.JPG

Diapositive5.JPG

Diapositive6.JPG

Diapositive7.JPG

Diapositive8.JPG

Diapositive9.JPG

Diapositive10.JPG

Diapositive10-copie-1.JPG

Diapositive11.JPG

Diapositive12.JPGDiapositive13.JPG

Diapositive14.JPGDiapositive17.JPG

Diapositive18.JPG

Diapositive19.JPG

 

Diapositive20.JPG

 

 

Este ano tem mais uma que começa dia 06 de julho e em 2015 tem outra!!!

Aguarde as fotos da de 2014 e vai se preparando para a de 2015.

 

Informações: verakis@hotmail.fr

 

Voir les commentaires

Rédigé par Verakis

Repost 0

Publié le 23 Juin 2014

"Participar do curso de Nutrição, Saúde Pública, Consumo e Comunicação na Universidade do Porto foi muito proveitoso para mim, pessoal e profissionalmente. Como recém-formada, sabia que queria seguir a área acadêmica, mas não sabia que ramo da nutrição queria me especializar. O curso me proporcionou experiências diferentes daquelas vistas na graduação, que abriram minha mente para novas oportunidades na área da nutrição e me mostraram a aplicação de diversos conceitos.376922_372204409515384_1848524018_n.jpg

Profissionalmente, fiz contatos diversos, troca de experiências, de telefones e e-mails que me garantiram, junto ao meu empenho, uma vaga na área acadêmica, como orientadora de estágio em Saúde Pública, área que eu sempre almejei conquistar e que só foi possível, tão nova, graças a experiência e contatos do curso. A publicação de um artigo científico, em revista internacional, junto a toda experiência do curso também me ajudaram a iniciar o mestrado, na Universidade de São Paulo. Passo muito importante para a minha carreira.

Gostaria talvez, que o curso fosse mais extenso, para mais aulas e mais tempo para a elaboração do trabalho final do curso (artigo científico), mas a imersão na saúde pública, durante 3 semanas, com certeza foi de grande valia para as minhas conquistas."

 Carolina Sabbag Maziero

 (aluna da primeira edição do Curso de Aprimoramento em Nutrição, Saude Publica, Consumo e Comunicação da Verakis & FCNAUP)

Carolina é nutricionista, graduada no Centro Universitário São Camilo (2009), orientadora de estágio na Universidade Paulista – UNIP, aprimorada em Nutrição, Saúde Pública, Consumo e Comunicação pela Universidade do Porto (2010), mestranda em Nutrição e Saúde Pública na Universidade de São Paulo – USP.  

 

Para se inscrever neste curso, entre em contato pelo:

verakis@hotmail.fr

Voir les commentaires

Rédigé par Verakis

Publié dans #Saude Publica - Consumo e Comunicação.

Repost 0

Publié le 12 Juin 2014

No dia 17 de outubro de 2014, tive a oportunidade de assistir o Coloquio "A ciência e o Direito protegem o consumidor das crises alimentares?" na ParisAgroTech.


Depois de tanto escândalo no setor alimentar (Contaminações por E.Coli, fraude da carne de cavalo, alergias alimentares cada vez mais frequentes...) as legislações vigentes e seus respectivos textos estão cadavez mais complexos e o questionamento principal deste coloquio era: sera que esta legislaçao toda protege realmente o consumidor? Sera que nao estamos alienando o consumidor, impedindo que ele se informe mais e se responsabilize mais?

 

O que mais me marcou além dos aspectos juridicos mencionados como a inspecção das industrias de alimentos e as reias senções existente aqui na Europa, como por exemplo o encarceramento dos empresarios, foram os comentarios de 

 

Hervé This : quimico, professor da ParisAgroTech, conhecido como um dos percurssores da gastronomia molecular, disse que o que comemos é basicamente agua e proteina, uma soluçao coloidal e que portanto pode-se reproduzir estas composições à partir de qualquer planta e ele chegou a comentar a possibilidade de produzir qualquer coisa, tipo grama, para fabricar estas soluçoes coloidais nutritivas. Bom, como nutricionistas me pergunto: e todos os nutrientes que são especificos e inerentes a cada alimento diferente? E a relaçao homem x natureza? E a biodiversidade? E o prazer de comer de forma variada? E o fato de sermos onivoros e termos a necessidade de experimenatr gostos, texturas e fontes de nutrientes diferentes? E? E? E...

20131017_142205.jpg

Enquanto mediadora cientifica, estou acostumada a ouvir diversos pontos de vista e na maioria das vezes são apenas diferentes mas aceitaveis. So que o de um quimicpo que pensa no alimento como uma caideia de moleculas e reaçoes e sem querer esquece o Homem e toda a riqueza social, cultural, espitirual e emocional deste mesmo Homem...não sei não.

Jean Luc Viruega, engenheiro de alimentos, especialista em traçabilidade de alimentos disse algumas coisas que eu gostei e que eu sempre repito: "existem coisas muito importantes que são retiradas do mercado porque somente o setor alimentar é denunciado pela midia"; " a midia, mal informada e que divulga informações fora de contexto e muito mal embasadas, causa danos à população e à economia; as pessoas deixam de consumir e quem acaba sendo prejudicado são os agriculturores".

20131017_143926.jpg

Pois é, os agricultores são nossa fonte de alimentos, se não fossem eles, não comeriamos quase nada, e sempre esquecemos do inico da cadeia..Como nossos valores estão invertidos! Ações valem mais que comida, o irreal vale mais que o real, o cara que se senta e so pensa ganha mais que o que rala o dia todo debaixo do sol, da chuva ou da neve...

 

Hervé This também falou de ma fé quando diz-se que alimentos industrializados são toxicos, que comppostos quimicos são toxicos e que somente os "naturais" são bons e benéficos; nesta hora ele falou do estragão e do manjericão que contém uma quantidade importante de estaguina que é altamente toxica. E????

 

O coloquio fazia parte do lançamento do livro "Traité pratique de droit alimentaire" (Tratado pratico do direito no setor de alimentos), coordenado por Jean-Louis Multon, Henri Temple e Jean-Luc Viruega, e editado pela Lavoisier.

2657745.jpg

Eu achei incrivel, mais uma vez, o encontro multiprofissional, os olhares cruzados, a discussão de varios pontos de vista.

 

Juliana T. Grazini dos Santos (Paris - 2013)

Voir les commentaires

Rédigé par Verakis

Repost 0