A tecnologia de alimentos é fundamental para a sociedade contemporânea. Integra técnicas para uniformização da produção, transporte, armazenagem, distribuição de alimentos, aumento do shelf-life e conservação do potencial nutricional dos alimentos, que além de melhorar a produtividade, permitem atingir um nivel de qualidade cada vez melhor. Destaca-se que a tecnologia envolve grandes áreas, a saber: biologia, físico-química, engenharia de alimentos, medicina veterinária, agronomia, zootecnia, quimica, bioprocessos, farmácia e nutrição.

Quando observamos a evolução dos processo de produção de alimentos e a qualidade dos mesmos constatamos que as crises políticas e sociais estão historicamente relacionados com de compreender como os aspectos socioeconômicos de um pais e consequentemente com alimentação, com o desenvolvimento tecnológico e com a qualidade de alimentos.

Lamentável é constatar que o marco dos avanços tecnológicos em diferentes áreas da ciência, principalmente nas áreas de alimentos e alimentação, foi alicerçado pela miséria que assolou a Europa, no caso, com a Primeira e a Segunda Guerra Mundiais.

O pós guerra, quando os europeus se encintravam sem comida, sem moradia, com uma déficit econômico importante e com uma população fisica, moral, e socialmente "doente", incitou-os a tornarem-se um exemplo de conduta no que diz respeito à produção de alimentos. Mesmo os países com sua extensão territorial limitada e o clima desfavorável à produção agrícola, o sistema é organizado e capaz de fazer com que os seus “filhos e patriados” tenham acesso à alimentação de qualidade sem segregação.

Em contrapartida, constatamos que os países que tem um extenso território arraigado de solos férteis e ricos em mananciais são os que menos produzem, distribuem alimentos, e pior, são os que mais desperdiçam.

Considerando que é escassez e as dificuldades que impulsionam as sociedades para as grandes "conquistas", podemos nos perguntar em relação ao Brasil se: teremos que passar uma situação caótica de guerra civil, miséria e fome para aprendermos a dar valor à produção de qualidade justa e acessível à todos sem exceção ou será que continuaremos ignorando a importância da qualidade dos alimentos oferecidos à uma população?

Vejam na França durante a Segunda Guerra Mundial foi se necessário aderir a carne de cachorro. Da mesma maneira, o Scargot, hoje considerado uma comida francesa requintada foi introduzida na alimentação em função da fome em momentos difíceis. A fome era tanta que as pessoas comiam até caracol!

A experiência teórica e prática adquirida por um profissional que participa da visita técnica da Verakis vai além da oportunidade única de compreender os avanços tecnológicos e as transformações que ocorreram em decorrência da miséria provocada pelas guerras e constatar por si próprio a real possibilidade de normas técnicas no dia-a-dia.

A Verakis propõe a visita técnica alimentação, tecnologia e qualidade de alimentos que acontece em Madrid de 2016, aproveite a oportunidade.

Informações e inscrições: verakis@hotmail.fr

Foto evidenciando local para aquisição de carne de cachorro para consumo  durante a Segunda Guerra Mundial.

Foto evidenciando local para aquisição de carne de cachorro para consumo durante a Segunda Guerra Mundial.

Alimentação, Qualidade e Tecnologia de Alimentos e o Avanço Pós Guerra – VERAKIS.
Regresar al inicio