Controvérsias em Nutrição: o caso do trigo. Lisboa 2016

Publié le 20 Avril 2016

Nos dias atuais, o consumo do trigo é paradoxal. Observa-se que são inúmeras as informações, mas as controvérsias e a superficialidade são infinitamente maiores, tanto no cultivo quanto no consumo.

Porém, as dúvidas que pairam no ar são: sabemos quem é o trigo? Qual sua real constituição? Desde quando é consumido? Se realmente causa danos a saúde pelo seus componentes... Vamos lá! A proposta hoje é instigar vocês a conhecerem um pouco mais esse alimento milenar tão controverso.

Historicamente, o trigo sempre esteve em pauta. No que diz respeito ao cultivo, as epidemias ocasionadas por fungos foram um fator limitante para a produção na Europa e no Brasil. Em meados de 1700, a epidemia por fungos tomou conta de suas espiguetas (cacho) e a quantidade de toxinas produzidas foi tão significante que um enorme contingente de pessoas foi a óbito. Neste período há registros de países que baniram seu cultivo.

Contudo, ao longo do tempo as pesquisas não mediram esforços para buscar soluções para as doenças que assolavam-no.

Porém, com advento do melhoramento genético as produções voltaram a crescer, logo seu consumo também! Mas a primeira contrariedade apareceu, e é claro relacionado ao consumo! A primeira lenda é de que tais técnicas seriam prejudicais a saúde. O fato é que não há comprovações de malefícios a saúde humana. O melhoramento é feito muitas vezes para reduzir o emprego de agrotóxicos, ataque de fitopatógenos e custos de produção para otimizar a colheita pelo fato de conferir maior resistência ao “acamamento” (termo empregado na agronomia). Principalmente para ter capacidade de produzir em larga escala para alimentar o enorme contingente de pessoas.

No campo da nutrição, os avanços aconteceram no que diz respeito à identificação de substâncias que provocavam as afecções celíacas dos humanos. Solução para uns, mito para outros!

São tantas as informações e os possíveis impactos à saúde que os profissionais diariamente se deparam com indivíduos que fazem o consumo das mais variadas formas e até com aversão ao trigo (e seus produtos).

Porém cabe a estes profissionais buscarem o aprimoramento adequado para que possam ter a melhor conduta dietética ou dietoterápica. O curso “Atualidades, avanços e controvérsias em nutrição” trata desse e de tantos outros assuntos “polêmicos”.

A única afirmativa até o momento é que “É MUITA CONTRARIEDADE PRA POUCO MIOLO” de pão.

O curso "Atualidades, Avanços e Controvérsias em Nutrição" desenvolvido pela Verakis e Nutriscience é uma boa opção para os que estão interessados em atuar tendo conhecimento dos resultados científicos atuais.

Informações e Inscrições: verakis@hotmail.fr

Foto: crédito Sheila Oliveira - Empório Fotográfico.

Foto: crédito Sheila Oliveira - Empório Fotográfico.

Rédigé par Verakis

Publié dans #Nutrição Clinica

Repost 0